VITAMINA D x COVID-19 e sua SAÚDE ( de forma descomplicada)

Destaque Mais Lidas, Fique por dentro, Saude 16 de junho de 2020

VITAMINA D x COVID-19 e sua SAÚDE ( de forma descomplicada)

Você certamente já ouviu falar na Vitamina D. Sabia que na verdade ela é um hormônio? Sabe aquela dorzinha chata no corpo que remédio não consegue tratar, aquela indisposição, falta de motivação, desânimo podem estar altamente ligados a deficiência dessa vitamina no seu corpo? Sabia que você tem altas chances de nesse momento ser deficiente em vitamina D? Pois então se leu até aqui, vou pedir um pouco mais da sua atenção, para explicar de forma mais rápida e prática o que você pode fazer em relação a vitamina D e sua vida.
Eu brinco no meu consultório com os pacientes que de cada 10 exames que eu mando ao laboratório para checar a vitamina d , 12 voltam com deficiência. Sim, estamos vivendo em uma sociedade onde a maioria das pessoas têm níveis extremamente baixo dessa vitamina. Vitamina essa que nas últimas pesquisas está correlacionada com a interação direta com mais de 700 genes do nosso corpo.
Sabe o que isso quer dizer? Que a dose correta dessa vitamina lhe ajuda a prevenir doenças como câncer, pressão alta, diabetes e muitas outras doenças . Ai você me perguntara se a vitamina D pode nos proteger contra o COVID-19 e minha resposta será : sim! Segundo vários artigos internacionais, a vitamina D tem um papel importantíssimo na sua defesa, a defesa inata. Há muitos estudiosos defendendo que suplementos de micronutrientes e vitaminas, entre elas a D, que às vezes podem chegar a exceder os níveis recomendados, são uma forma “segura, eficaz e barata” de ajudar o sistema imunológico a lutar contra a COVID-19.
Outro assunto muito comentado é a fibromialgia. Talvez aquela sua amiga que foi diagnosticada com fibromialgia, pode na verdade ter uma inflamação generalizada na “ capinha” dos ossos, provenientes do déficit de vitamina D e ninguém pensou nisso ainda. Além disso muito estudos já comprovaram falta de vitamina D em obesos ( está relacionada com nossa compulsão por comida) e em mulheres com infertilidade. Enfim, poderia falar horas dos benefícios dessa vitamina.

VITAMINA D x  COVID-19 e sua  SAÚDE ( de forma descomplicada)

pixabey picture

Vamos em frente. Pois bem, aí você se pergunta : “ como faço para ter níveis bons dessa vitamina?” A pergunta parece muito simples, todas as pessoas que se alimentam bem ( não estou falando de Mcdonalds) e tomam sol por 15 minutos ao dia, teoricamente teriam que ter níveis adequados. Infelizmente, em teoria, na prática tudo muda e muda para pior.
Voltemos um pouquinho. A “ vitamina D” é um hormônio. Qual a diferença entre vitamina e hormônio? Vitamina é o que seu corpo não produz, você tem que extrair de alimentos para ter no corpo, por exemplo, a laranja tem vitamina C, você come a fruta, você obtém vitamina C do alimento. A vitamina D é proveniente do “colesterol” que já está na sua pele. Esse colesterol recebe as radiações UVB do sol e a partir daí vai se convertendo em outras formas na pele, no fígado, rins e em outros lugares até a forma ativa da vitamina D, a tal da vitamina D3 . Essa que exercerá toda a sua função no nosso organismo. Entendeu?
Pois bem, para ser ativada pelo sol, precisamos de uma exposição de em média 15 minutos, depende da tonalidade da nossa pele, do tipo de protetor solar que usamos, da latitude da cidade que moramos, da poluição que nos cerca e das roupas que nós usamos, entre outros fatores. Resumo da história, provavelmente você não tem conversão adequada de vitamina D em seu corpo por exposição a luz solar.
Por favor não vá ( ainda) correndo a lojas de suplementação comprar vitamina D!Para saber se realmente é deficiente ou não em vitamina D, precisa ser avaliado por um exame de sangue no consultório médico e a partir daí, poderemos identificar a melhor quantidade para o seu corpo. Não pense porque as vitaminas não são com “ receita médica” que elas não fazem mal. O excesso pode ser mais prejudicial do que a falta da vitamina. Precisamos ter a dose correta e usar com cautela.
Vou deixar duas dicas aqui.
Primeiramente, para as pessoas que tomam multivitamínicos todo dia, a péssima notícia é que multivitamínicos são ótimos para quem não tem deficiência de nada, isso quer dizer, em um exame, os níveis de tudo estariam normais. Para quem tem deficiência, a dose contida nesses “ multi” são completamente ineficazes para recuperar o balanço do seu organismo, pois são baixas, não caberia tudo em uma única cápsula. Então pense bem antes de comprar “ multis”.
Para as pessoas que tomam vitamina D pura, adentramos em um outro mundo.
Rapidamente: temos a Vitamina D2 e a D3. A D2 conhecida como ergocalciferol vem de uma fonte mais vegetal ( como o cogumelo shitake) e os estudos mostram que ela é 30% menos utilizada em nosso organismo que a vitamina D3, nossa queridinha colecalciferol ( também presente em alimentos animais, como o óleo de peixe ) e esse sim é a estrela da festa, a parte mais ativa da vitamina. Então dê preferência para comprar a vitamina D3.

VITAMINA D x  COVID-19 e sua  SAÚDE ( de forma descomplicada)

pixabey picture

Outro ponto importantíssimo que noto muito no consultório é que a grande maioria dos pacientes tomam a vitamina na hora errada. A Vitamina D é uma vitamina lipossolúvel e isso quer dizer que ela precisa de uma “ gordurinha” para abraçá-la e fazer ela ser melhor absorvida pelo nosso corpo. Então aí vai a segunda dica, tome ela sempre após o almoço.

Texto por Caroline Fontana

Caroline Fontana
Últimos posts por Caroline Fontana (exibir todos)

Deixe seu Comentário

×