Impacto do confinamento no nosso padrão alimentar

Destaque Principal, Fique por dentro, Leia Mais, Saude, Utilidade Pública 24 de maio de 2020

Impacto do confinamento no nosso padrão alimentar

Muito se fala dos sintomas do COVID-19 mas pouco se tem notado os “efeitos colaterais “ causados por esse período de incertezas aonde fomos obrigados a ficar confinados em casa.
Alguns aspectos tem vindo a tona como o aumento dos casos de depressão , ansiedade, os aspectos econômicos dessa freada repentina da economia mas eu chamarei atenção para outro aspecto : a mudança da nossa alimentação durante esse período.

Fomos orientados a ficar em casa para diminuir a contaminação e para não nos expormos ao vírus. Isso tem feito com que muitas famílias acabem preferindo comprar alimentos industrializados, que tem um prazo de validade maior dentro dos nossos armários .
A tendência é consumir produtos não perecíveis, já que temos de reduzir idas ao supermercado. Isso pode acentuar os problemas de sobrepeso e obesidade, principalmente das crianças e mulheres.

O ponto mais importante é que esses alimentos tendem a ser muito mais calóricos e menos nutritivos que comidas frescas , o que pode no médio prazo acabar nos deixando  mais vulneráveis a adoecer gravemente quando infectados pelo vírus .Impacto do confinamento no nosso padrão alimentar

Se olharmos para um dos grandes epicentros da doença , os EUA, vamos perceber que são os detentores dos maiores números de mortes. Fato esse que pode ser também explicado pois quase metade da população americana ( mais ou menos 42%) é obesa.

A obesidade é um dos fatores que podem agravar a seriedade da doença . Há inúmeros estudos que provam isso. Pessoas acima de 60 anos que são obesas tem uma chance muito maior de morrer por COVID.

Meu grande alerta recai novamente sobre essa nossa tendência ao aumento do consumo de produtos industrializados. Você sabia que mais de três semanas são suficientes para mudar o seu hábito alimentar?
Se deixarmos de comer frutas, verduras e legumes nesse período, será certamente mais difícil recuperar esse hábito após a pandemia.
Tente se desvincular desse hábito de ir ao supermercado e comprar produtos altamente processados como salgadinhos , enlatados, macarrão instantâneo, salsichas, embutidos, que nem sabemos o que têm dentro e têm quantia enorme de preservativos que não fazem bem à saude.

Volte a se habituar da forma mais rápida a comprar produtos frescos que têm mais valor nutritivo.Valorize a  alimentação mais saudável, fresca, mais natural.Impacto do confinamento no nosso padrão alimentar

Temos de repensar nossos hábitos de consumo, temos de ser inteligentes nas nossas escolhas. Tem certas ações que estão longe das nossas mãos mas essa mudança no seu padrão alimentar, só depende de você .

Texto por Caroline Fontana

Caroline Fontana
Últimos posts por Caroline Fontana (exibir todos)

Deixe seu Comentário

×