Pensamentos

Destaque Principal, Economia/Política, Fique por dentro, Mais Lidas, Não categorizado, Sem categoria 26 de março de 2020

pensamentos

No mínimo louco, mas já foram alguns meses do convite feito pela Ângela, de escrever para o Portal Londres.

Como colunista, me foi dada a missão e o compromisso de me expressar e escrever para uma galera linda e empreendedora.

Muita responsabilidade envolvida e aos poucos, fui tão envolvida pelo desafio, que me pego tendo insights e um monte de ideias de situações do meu cotidiano.

Tudo me motiva, me inspira a passar diante alguma mensagem.

Confesso que nos primeiros dias, não foi uma tarefa fácil, mas como boa ariana que sou, e movida a desafios, o novo sempre me impulsiona.

…Essa foi após dias de imersão em um curso de alta perfomance, pairava em meus pensamentos um misto de alegria e tristeza.

Na parte negativa, a certeza que muita coisa precisava ser modificada. Passado a frustração, bora para “action”.

Parte positiva dessa experiência, a compreensão e necessidade de reescrever minha história de empreender e os demais pilares que me norteavam na época, colocar para fora o turbilhão e o aprendizado.

Dessa imersão, vieram à tona várias vozes de familiares, amigos, parceiros e mentores. Cada um ajudou com seu pitaco ou ombro amigo nos momentos em que foram solicitados.

Algumas das falas, ”Você é uma gigante e com muita informação. Não retenha, ajude as pessoas em volta a perceber que tudo é possível”, “Você não tem ideia do potencial que têm”. “Você é maluca”…e vai por aí afora.

Nunca me vi assim, sempre corri atrás dos meus sonhos de ser realizada profissionalmente, de ajudar a minha família, através do meu trabalho. Que já era um sonho audacioso de mais nas condições que tínhamos inicialmente.

Por muitos anos foi o meu motor propulsor. A ampliação de consciência, depois de dias de imersão e busca interna, tudo isso me pareceu muito pequeno e egoísta.

Uma jornada de mudanças começa dentro de mim, porque não podemos querer mudar o externo, se não sabemos o que temos internamente.

Mudanças pequenas e palpáveis, porque não acredito que é possível uma mudança radical. Hábitos contínuos e sustentáveis em longo prazo.

Sem duvida esse rompimento do modelo antigo que foi provado e estava dando certo não foi fácil, mas foi surpreendente em meu crescimento e modelo atual.

Levantar e ter coragem de mudar algo e de levá-lo as nuvens, para alguém que quer colocar a vida nos trilhos é algo motivador, para alguém que está perdido traz direção, para alguém que é maluco e ama o que construiu, que deixa de lado a família e saúde em nome da sua profissão, dá um equilíbrio e sabedoria para iniciar a trajetória de reordenamento da vida, do equilíbrio mental.

pensamentos

Cada modulo do curso me obrigou a repensar tudo, até como eu respirava, algo que achava que fazia bem, afinal de contas não precisei aprender quando nasci.

Dia após dia foi uma luta comigo mesmo, um repensar em tudo e todos em minha volta.

Como eu enxergava a vida, como eu me comunicava com as pessoas que amo, e, o mais importante com as que você não tinha tanta afinidade.

Como eu dava ordens, instruções e fazia a entrega do que eu tinha vendido para os nossos clientes.

Como eu motivava as pessoas e fazia as mesmas comprarem as minhas ideias diariamente, every day, for long time.

Como eu organizava o meu tempo para aprender e construir mais conhecimento.

Desculpas e “mimimis” não podiam ser mais aceitos, eu assumi as rédeas de minha vida.

Como você dizer NÃO, BASTA para as coisas que você não curte. Porque é fato: você pode não saber o que quer, MAS VOCÊ SABE o que não quer e só nos falta coragem para tomar as atitudes certas.

Passado longo cinco anos desse curso, me vejo mais serena e as conquistas depois disso foram maiores e principalmente de mais plenitude.

Me abri para as possibilidades além da minha mesa de trabalho, isso me trouxe aqui, sou grata pela universo pelas oportunidades que ele me apresenta, só preciso ter coragem de encará-las mesmo que me assuste.

Isso é empreender na vida, assumir riscos calculados pensando em resultados que vão além do financeiro. E, se não der certo, estar mais preparado para o próximo desafio.

Texto por Inez Lemos Lopes

 

Últimos posts por Inez Lemos Lopes (exibir todos)

Deixe seu Comentário

×