Porque planejar?

Economia/Política, Fique por dentro, Mais recente, Sem categoria, Utilidade Pública 24 de fevereiro de 2020

Porque planejar

Estamos no começo do ano, oportunidade incrível de planejar como realizar os projetos e sonhos de empreender.

Por anos na empresa que eu atuo, fomos atendendo as necessidades que iam aparecendo, sem planejar. Com o amadurecimento, busca pelo meu autoconhecimento e dois ano de curso de gestão, entendi claramente que era necessário separar um tempo para planejar, isso economizaria um tempo na execução e fortaleceria a marca, porque minimizaria falhas no processo.

Nesse contexto, podemos incluir a gestão financeira, gestão de marketing, planejamento estratégico, tributário, sucessório, enfim, um milhão de possibilidades.

Um olhar mais cauteloso sobre assuntos que demandam tempo e que por diversas vezes nas empresas de pequeno porte são colocadas em segundo plano ou nem são cogitadas. Elas precisam ganhar evidência, aparecer, ser alinhadas, ser planejadas, para que deixem de ser algo que amendronte.

Nos empreendedores precisamos separar um tempo para pensar e colocar no papel essa ações.

Porque planejar

Para ajudar, podemos começar pela gestão financeira, com uma simples planilha com a estimativa de entradas e saídas que deverão acontecer ao longo do ano, isso ajudará você na tomada de decisões e controle do que pode ou não pode fazer.

Ou ainda, fazendo uma lista de possíveis projetos e expectativas para o futuro, verá do que o universo conspira a favor das conquistas. Claro que com ações concretas, mas confie no seu instinto de empreendedor e coloque prazo para realizar esses projetos mais ambiciosos.

Nossa mente funciona de forma extremamente complexa, acreditem o que você coloca em papel e pensa diariamente acontecerá, porque você colocará em evidência a vontade e força necessária para que as coisas aconteçam.

Nas pequenas empresas esse controle e divulgação é muito importante, porque é uma questão de sobrevivência.

Você empreendedor precisa separar os custos, despesas e receitas da empresa dos gastos e entradas pessoais. A orientação é nunca misturar em hipótese alguma esses valores.

Para esse controle financeiro você pode utilizar uma simples planilha em excel como mencionado anteriormente ou aproveitar os sistemas disponíveis no mercado, alguns a custo reduzidos, como Omie, QuickBooks, Conta Azul, OnBalance e tantos outros.

É importante que a pequena empresa possua os registros controlados, para que a mesma possa tomar as melhores decisões.

Outro fator relevante e decisivo de sucesso na gestão financeira é o compartilhamento desse planejamento com o time, isso colocará todos na mesma rota em busca de alcançar o objetivo desenhado.

Em alguns países existe a empresa simplificada, com pouca demanda para o profissional contábil. No Brasil o seu melhor parceiro poderá ser seu contador, que poderá ajudá-lo a criar o planejamento financeiro, estratégico e tributário. Dessa forma você poderá economizar ainda tomando a decisão com a tributação correta.

Planeje e veja seus sonhos acontecerem!

 

Últimos posts por Inez Lemos Lopes (exibir todos)

Deixe seu Comentário

×