Novas regras de imigração pós Brexit

Curiosidades de Londres, Destaque Principal, Economia/Política, Fique por dentro, Para Dar Detaque, Sem categoria, Utilidade Pública 21 de fevereiro de 2020

brexit

Não tem jeito, todo pub, roda de amigos, o assunto é esse: as novas regras de imigração pós Brexit. Como será daqui pra frente, e o quanto isso afeta a vida de descendentes de europeus e brasileiros que pretendem viver no Reino Unido.

O Reino Unido apresentou nesta semana as regras de imigração pós Brexit. O governo quer implementar um novo sistema de pontos, o que deve afetar trabalhadores não qualificados e que não falam inglês. Um dos slogans mais marcantes durante a campanha do Brexit dizia: “Retomar o controle” – “Take back control”. E essa era a promessa que, com a saída do Reino Unido da União Europeia, os britânicos poderiam acabar com a livre circulação de europeus em seu país. Hoje, europeus podem morar e trabalhar sem qualquer restrição no Reino Unido. Já quem é de fora da UE, precisa preencher uma série de pré-requisitos. A partir de janeiro de 2021, a ideia é colocar europeus e não-europeus em pé de igualdade, o que deve causar uma grande transformação no mercado britânico.

A proposta do Primeiro Ministro Conservador, Boris Johnson, sugere um visto de trabalho baseado em um sistema de pontos. Por exemplo, ter uma proposta de trabalho de uma empresa britânica conta 20 pontos, ser fluente em inglês, 10 pontos, ter capacitação acadêmica comprovada, mais 20 pontos. Estes requisitos serão itens obrigatórios e já somam 50 pontos. Para ter alguma chance, o mínimo necessário são 70 pontos.

O desemprego no Reino Unido é baixo, em torno de 3,8% e de acordo com a Universidade de Oxford, o perfil do imigrante europeu no país e bem diversificado. O objetivo do método por pontos é atrair para o mercado inglês, imigrantes qualificados. Grandes empresários britânicos já alertaram para o risco de colapso no mercado, mas o governo diz que é preciso treinar cerca 8 milhões de ingleses desempregados para essa carência de mercado e investir em automatização e tecnologia. Mas os empresários rebatem que nem todo britânico quer trabalhar nesses setores. Outra que já se posicionou foi a Escócia, que fez duras críticas e através da Primeira Ministra, Nicola Sturgeon disse que a Escócia diverge desse sistema de pontos e precisa de imigrantes com alta e baixa qualificação profissional.

A nova medida promete não afetar os milhões de europeus já residentes no Reino Unido. Mas alguns setores dependem de mão de obra barata e não qualificada como é o caso da agricultura, que já reclama da debandada de imigrantes do leste europeu na colheita de frutas e verduras. Outro setor afetado é o da construção civil e da saúde que passam pelo mesmo problema. Mas o governo britânico promete estar atento as necessidades do país e facilitar o visto nas áreas de maior carência.

O Reino Unido que já foi conhecido como o “Império onde o sol nunca se põe”, e um país que construiu colônias ao redor do mundo, hoje revê suas fronteiras e promete mudanças em um futuro bem próximo.

Texto por Juliana Albanez

7 Comentários para “Novas regras de imigração pós Brexit”

  1. Great content! Super high-quality! Keep it up! 🙂

  2. Estava mesmo com essa dúvida. Obrigado por esclarecer esses pontos

  3. Flávia Carvalho em 21 de fevereiro de 2020 @ 14:29

    Excelente artigo. Muito esclarecedor.
    Link encaminhado aos amigos que estão enfrentando esse desafio.
    Parabéns!

  4. Congratulations!

  5. Ingles e um povo preguicoso , acomodado , sem iniciativa , nao aceita novas ideias , vive na Idade Media , sem higiene , nao tem paladar para alimentos , sem criatividade , estarda sem acostamentos , etc .. Nao vou sentir saudades deste Pais , infelizmente , nem pelo dinheiro .

  6. Fabio R Carvalho em 26 de fevereiro de 2020 @ 18:35

    Já estamos sentindo mudanças na pele.
    mto estranho mas no meu restaurante na cozinha falavamos em portugues
    e meu chefe já pediu pra isso parar
    e falarmos só ingles no trabalho, mesmo na cozinha , entre portugueses

Deixe seu Comentário

×