Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem (ETIAS)

Destaque Mais Lidas, Economia/Política, Fique por dentro, Leia Mais, Não categorizado, Utilidade Pública 8 de fevereiro de 2020

Travel ETIAS

O Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem (ETIAS) passará a valer em 2021.

Mais uma novidade aos brasileiros,
viajantes de plantão.

Saiba quais países exigirão novas medidas.

Sempre que pensamos em uma viagem, devemos planejar algumas providências que evitam dores de cabeça na hora de embarcar como: documentos, cartão de vacinação, reserva de hotel, visto e tantos outros cuidados. E aí vem a questão, viajar para países que não exigem o visto, sem dúvida é uma facilidade e tanto. E por isso, a Europa foi o paraíso fácil de muitos brasileiros por muito tempo. Porém, essa comodidade está com os dias contados.
Com o objetivo de aumentar a segurança, controlar o fluxo migratório e combater o terrorismo que a Europa tem sido alvo nos últimos tempos, o chamado Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem, espera realizar uma coleta de dados dos viajantes antes do embarque. Assim, a União Europeia espera um maior acesso a passageiros que oferecem risco ao bloco.

Paris, ETIAS
Como vai funcionar?

O ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem) pode ser chamado de um visto não tradicional que será aplicado a partir de 2021, a todos os cidadãos que hoje são isentos de visto para viajar para Europa. Isso inclui Brasil e mais 14 países da América Latina e um total de 62 ao redor do mundo e lhe dá o direito de transitar por 26 países, parte da União Europeia. Mas vale lembrar que 6 países ainda não assinaram esse acordo, chamado de Schengen, são eles: Bulgária, Chipre, Croácia, Roménia, e agora Irlanda e Reino Unido. Mesmo o Reino Unido não fazendo mais parte da União Europeia, ele não é membro do Tratado de Schengen e, portanto, mantém suas próprias regras de visitação.
O que devo fazer para conseguir o ETIAS?

Antes de embarcar o viajante deve preencher um formulário online. Lá o viajante deve detalhar dados pessoais, nome, e-mail, passaporte válido (único documento requisitado para elaboração do pedido), nível de escolaridade, qual o trabalho exercido no Brasil, se possui familiares na Europa e quais os países pretende visitar, além de responder também um formulário sobre sua saúde, condições médicas e antecedentes criminais. Todos esses dados serão armazenados no sistema ETIAS e servirá de base de dados de segurança da União Europeia. Se aprovado, terá validade de até 3 anos e permitirá múltiplas entradas ao continente europeu.

Quanto custa? 7 Euros e menores de idade estão isentos.

Prazo para pedir: A avaliação será feita em minutos e em caso de aprovação, enviada diretamente no e-mail do viajante. Em caso de consultas mais específicas, pode levar 96 horas. Em caso de reprovação, o viajante pode recorrer.
Validade: O ETIAS é válido por 3 anos, com direito a múltiplas entradas.
Quando entra em vigor: a partir de 2021.

De acordo com autoridades, a medida não visa impedir nenhum plano de viagem e sim, construir um banco de dados em um mundo cada vez mais globalizado e conectado.

Texto por Juliana Albanez

Deixe seu Comentário

×