A produtividade pela Psicologia Positiva

Fique por dentro, Mais recente, Sem categoria 10 de janeiro de 2020

A Psicologia Positiva é o mais moderno estudo da Psicologia, iniciado no final da década de 90, por Martin Seligman Ph.D. – Professor na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. É a ciência que estuda os aspectos positivos da vida e do ser humano, capazes de despertar e manter com consistência a Plenitude e a Felicidade Autêntica.
A Psicologia Positiva se interessa pelo que dá certo com as pessoas, se interessa por suas qualidades e sobre como promover o seu funcionamento positivo, ou seja, o que faz com que as pessoas se movimentem em direção a uma vida produtiva e feliz. Através de métodos cientificamente comprovados, a P.P. propõe uma investigação sobre a identidade do indivíduo, considerando o uso de suas forças pessoais como pilar fundamental para funcionar de forma positiva.
Criado pelo Dr. Martin Seligman, “Pai da Psicologia Positiva” e autor de ‘Felicidade Autêntica’ e ‘Florescer’, e Dr. Christopher Peterson, cientista destaque da Universidade de Michigan e autor de ‘A Primer in Positive Psychology’, e validado por Robert McGrath, Ph.D., o VIA Survey é considerado uma ferramenta central da psicologia positiva e tem sido usado em centenas de estudos de pesquisa e já respondido por 5 milhões de pessoas em mais de 190 países, resultando em melhores locais de trabalho … escolas … equipes … VIDA MELHOR em todo o mundo.

Esse questionário está disponível gratuitamente pra você através de um link que coloquei na Ferramenta Forças em Ação, que eu uso para ajudar meus clientes a descobrirem quais são as suas forças e identificarem elas em ação no seu trabalho.
Usar suas forças pessoais influencia positivamente diversas áreas da sua vida. Décadas de pesquisas comprovam que pessoas que conhecem e aprendem a usar suas forças, experimentam benefícios na sua saúde, relacionamentos, desenvolvimento pessoal e vida profissional como um todo. Dentre tantos, quero citar aqui que:
São mais confiantes: os estudos descobriram que o conhecimento e o uso das forças são significativamente associados à auto eficácia, autoestima, auto aceitação e autoconfiança.

Mais criativas e ágeis no trabalho: os estudos descobriram que os sentimentos de autenticidade, vitalidade e concentração criados pelo desenvolvimento dos pontos fortes, ajudam as pessoas a se adaptarem melhor às mudanças, se engajarem em comportamentos mais criativos e proativos, prestar mais atenção aos detalhes e trabalhar mais.

Sentem-se mais satisfeitos e experimentam mais significado em seu trabalho: estudos descobriram que as pessoas que usam quatro ou mais das suas principais forças de caráter no trabalho, geralmente fazem suas tarefas com dedicação e vontade, ficam mais contentes com isso e veem significado em sua vida profissional.

Uma força pessoal é uma força porque o seu cérebro está geneticamente determinado para realizar esses comportamentos bem. Ao longo do tempo você praticou esses pensamentos, sentimentos e ações com tanta frequência que eles se tornaram caminhos neurais bem desenvolvidos em seu cérebro, tornando seu uso agradável, envolvente e energizante. É por isso que seus pontos fortes são coisas que você se sente motivado para fazer, fica absorvido enquanto faz, e se sente revigorado e satisfeito depois que você fez.
Você pode colocar isso à prova agora mesmo. Pegue caneta e papel e, com sua mão dominante, anote o seu primeiro e último nome. Se você é destro, use sua mão direita. Se não, use a mão esquerda. Em seguida, troque a caneta para a outra mão – sua mão não dominante – e escreva seu primeiro e último nome novamente. Olhando para o papel agora, acha que alguém poderia adivinhar qual deles foi escrito com sua mão dominante?
Para a maioria de nós é geralmente muito claro quando nossas forças estão ou não, sendo usadas. Você deve ter notado que quando escreveu seu nome com a mão dominante, não precisou de muita concentração ou fazer tanto esforço, e você provavelmente está muito mais feliz com esse resultado, e com razão. Compare com como se sentiu em relação ao nome que você escreveu com sua mão não-dominante, quando precisou se esforçar e se concentrar muito mais, e mesmo assim o resultado não deve ter ficado tão bom.
Na visão da Psicologia Positiva, quanto mais você conhecer e desenvolver aquilo que você tem de melhor, mais bem-estar vai experimentar na sua vida e maiores as chances de sentir-se verdadeiramente realizado tanto pessoal quanto profissionalmente.
Bom, e agora que já entendeu o conceito de produtividade e como ela é na prática, já conseguiu ver os efeitos que podemos sentir na vida real quando buscamos essa produtividade a qualquer custo, e o que acontece a curto e longo prazo depois disso, quero te apresentar a Produtividade Inteligente e te contar um pouco sobre como você pode desenvolvê-la.

Texto de Liluani de Paula

Deixe seu Comentário

×