Grupo Mulheres do Brasil lança Núcleo de Londres com mais de 300 pessoas

Economia/Política, Fique por dentro, Mais Lidas, Saude, Utilidade Pública 22 de outubro de 2019

*Texto enviado pela jornalista correspondente em Londres, Yula Rocha

“Nunca duvide da capacidade de um grupo pequeno, cheio de ideias e comprometido em mudar o mundo”

Foi com esta frase da antropóloga americana Margaret Mead, que o professor Gareth Jones, diretor do Centro para América Latina e Caribe (LACC), da London School of Economics (LSE), em Londres, abriu o palco da nossa noite de lançamento. No mesmo espírito do Grupo Mulheres do Brasil, que começou com apenas 40 mulheres ambiciosas por mudança em São Paulo, há seis anos, e hoje conta com 36 mil pelo mundo e continua sua expansão.

A convidada especial da noite, uma das mais respeitadas cantoras líricas, a brasileira Gabriella di Laccio também saiu em defesa do empoderamento das mulheres. Antes de cantar, ela dividiu com a plateia seu projeto pessoal “Donne – Women in Music”, que visa resgatar a história das mulheres na música, a imensa maioria delas desconhecida do público.  Já são seis mil mulheres catalogadas que atuaram como cantoras ou musicistas, desde o século XI aos dias de hoje.

“Mais importante que minha voz, é dar voz à outras mulheres”, disse Gabriella. Ela nos presenteou prestando uma homenagem à brasileira Chiquinha Gonzaga (1847-1935), que fazia aniversário justamente no dia do lançamento do Núcleo Londres, em 17 de outubro.

À capela e sem microfone, a soprano cantou “Lua Branca” e fez muita gente chorar, de um  auditório praticamente lotado. Foi ovacionada de pé.

As líderes do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Londres, Daniela Barone Soares, Maria Antonia de Carli e Camila Kern, convidaram as mulheres da plateia a se juntarem ao Núcleo – que hoje já conta com mais de 350 participantes cadastradas. Desde a sua criação, há cerca de um ano ao lançamento oficial, o Núcleo promoveu muitas ações nas áreas de empreendedorismo (palestra de especialistas e facilitação para abertura de negócios), cultura (visita a museus e exibição de filmes), saúde e bem-estar (sessão mensal de meditação) violência contra a mulher (conversa sobre leis e direitos das mulheres em caso de abuso). Com mais mulheres engajadas às causas, o Núcleo é capaz de muito mais e, durante a semana do evento de lançamento, houve a sinalização de apoio de potenciais colaboradores às nossas causas.

Coube a Lilian Leandro, diretora de expansão e líder do Comitê Expansão, apresentar a estrutura do Grupo Mulheres do Brasil e a mensagem institucional de uma organização suprapartidária, apolítica e a favor das mulheres. Ela falou sobre três premissas: a “cola”- ou o que nos leva a trabalhar juntas, a persistência em correr atrás e a plenitude de ver os resultados pelo bem comum.  Lilian e as madrinhas do núcleo Margaret Groff e Renata Ramalhosa, ajudaram no nascimento deste projeto na capital Britânica e que a partir de agora alça voos solos.

Mas, para começar a voar era preciso o “batismo” de Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil, que cumpriu uma agenda intensa de compromissos em Londres, acompanhada de 25 mulheres de todo o Brasil que vieram na comitiva.

Com imensa capacidade de se conectar com o público por sua simplicidade, história de vida e executiva sempre à frente de seu tempo, Luiza arrancou aplausos ao defender o sistema de cotas para mulheres no mercado de trabalho, negros e deficientes. Ela também apoia o programa bolsa-família como forma de reduzir a imensa desigualdade no Brasil. “Só vamos reduzir violência, por exemplo, quando dermos emprego”, disse a empresária.

https://noticias.grupomulheresdobrasil.org.br/inglaterra-londres/lancamento-nucleo-londres-reune-mais-de-300-pessoas/?fbclid=IwAR2m0tMJm-vEzbwa0TOyr6F3kHDKZmVb1or_XWstPgqW0sOawq6EW8NSTkM

Para quem quiser unir se a nos, entre no site www.grupomulheresdobrasil.org.br, se cadastrar e recebera um email para se registrar no workplace e mãos a obra.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Popular

  • A interação com a natureza na infância faz parte da biografia de grandes ambientalistas e pode formar uma geração de adultos mais conscientes

    A interação com a natureza na infância f...

    por em 11 de agosto de 2020 - 0 Comentários

    No final da década de 1970, um professor da Universidade Estadual de Iowa, Thomas Tanner, investigou a vida de ambientalistas na tentativa de identificar o que os havia atraído para o ativismo ambiental e descobriu que a influência mais significativa era a experiência vivida na natureza, em áreas rurais ou lugares de natureza selvagem. Em […]

  • Se imaginássemos por um instante que o seu dinheiro pudesse falar:  O que ele diria de você? De vocês juntos e dessa relação? E você, o que você diria dele? Talvez ele dissesse que você tende a ser “possessivo”  e que ele nunca pode circular, ou então que você o ignora completamente e não dá atenção. Ou ainda, que você não cuida dele e que já te ouviu dizer muitas vezes que ele é a fonte de todos os seus problemas.  Você poderia dizer que ele não é constante, que chega e logo vai embora e que você não entende o que é preciso fazer para que ele seja mais presente na sua vida. Como a famosa DR, na hora de “discutir a relação” tem gente que sai de fininho, simplesmente porque tem dificuldade de entrar em contato com seus próprios sentimentos, emoções e de assumir responsabilidades. Mas, infelizmente o dinheiro não fala!  No entanto, a nossa relação com ele se expressa através dos nossos comportamentos, pensamentos e emoções. Compartilho 3 motivos para discutir a relação com o seu dinheiro: Encontrar a paz nessa relação Como nos relacionamentos, quem quer  DR quer melhorar a relação. O objetivo não é aumentar o conflito, mas mostrar os pontos que podem ser melhorados. Vivemos em um mundo de polaridades e para encontrar a harmonia é necessário olhar e acolher também o que rejeitamos. Descobrir quais são seus comportamentos  Os comportamentos que você tem com o seu próprio dinheiro dizem mais sobre você do que você imagina.  É mais fácil prestar atenção e falar do comportamento dos outros. Observar os próprios comportamentos dá o poder de mudar o que você quiser. Abrir o seu coração, ser verdadeiro e congruente A congruência  é um alinhamento entre o que pensamos, sentimos e fazemos. Sabe aquela frase “Faça o que eu falo, mas não o que eu faço”, então é um bom exemplo de incongruência. Tem gente que decide e faz de tudo para aumentar a própria renda, mas no fundo pensa que não merece.  Ou que pensa que merece, mas na prática não faz nada, não cuida do próprio dinheiro. Isso causa uma incoerência. Abrir o seu coração vai permitir acessar todas as informações que estão por trás desse relacionamento e alcançar este alinhamento com o que é importante para você.

    3 motivos para fazer uma DR com o seu di...

    por em 9 de agosto de 2020 - 0 Comentários

    Se imaginássemos por um instante que o seu dinheiro pudesse falar:  O que ele diria de você? De vocês juntos e dessa relação? E você, o que você diria dele? Talvez ele dissesse que você tende a ser “possessivo”  e que ele nunca pode circular, ou então que você o ignora completamente e não dá […]

  • Stamp Duty: Isenção temporaria sobre compras de ate £500.000 ate março 2021

    Stamp Duty: Isenção temporaria sobre co...

    por em 7 de agosto de 2020 - 0 Comentários

    O chanceler Rishi Sunak anunciou um feriado temporário no imposto de selo (Stamp Duty) nas primeiras 500.000 libras esterlinas, de todas as vendas de imóveis na Inglaterra e na Irlanda do Norte. O limite de impostos foi temporariamente aumentado para 500.000 libras até março 2021 para impulsionar o mercado imobiliário e ajudar os compradores em […]

  • O Reino Unido dá início ao projeto “Eat Out to Help Out”, em que vai pagar a conta do restaurante da população.

    O Reino Unido dá início ao projeto “Eat...

    por em 5 de agosto de 2020 - 0 Comentários

    O projeto funcionará assim: num limite de até 10 libras por pessoa, o governo paga a conta de quem sair para comer fora de segunda à quarta feira. O Reino Unido lança nesta semana o projeto Eat Out to Help Out, que faz parte de uma série de ações para tentar minimizar os danos dos […]

  • As novas regras de Lockdown no Norte da Inglaterra e o risco da segunda onda.

    As novas regras de Lockdown no Norte da ...

    por em 3 de agosto de 2020 - 0 Comentários

    As novas regras de Lockdown no Norte da Inglaterra indicam que ainda é cedo para qualquer medida de relaxamento sobre o Corona Vírus. Às nove horas e quinze minutos da noite de quinta feira, o governo britânico anunciou por redes sociais, novas regras de isolamento na região norte da Inglaterra, incluindo: Manchester, Lancashire e West […]

×