Crenças limitantes: a psicologia por trás do que lhe impede de mudar sua vida para melhor.

Cotidiano, Fique por dentro, Mais recente, Utilidade Pública 22 de setembro de 2019

Você sabia que penas 3% das pessoas vivem do jeito que desejam viver?

As pessoas de modo geral, podem fazer uma longa lista, com profundas explicações, sobre o porquê delas não conseguirem alcançar seus objetivos, ou o porquê de não conseguirem ter uma vida ideal.

Porém, se analisarmos de perto, sempre podemos encontrar crenças limitadoras associadas à razão subjacente pela qual as pessoas não são capazes de fazer parte dos 3% das pessoas que vivem do jeito que realmente desejam viver.

Mas o que são estas crenças negativas ou limitadoras que podem trazer resultados tão catastróficos para  nossas vidas?

As crenças limitadoras nada mais são do que bloqueios mentais – a pessoa  toma para si certas verdades como se fossem verdades absolutas, quando na realidade elas não passam de algo imaginário.

Algumas das crenças negativas e limitadoras mais comuns são:

  • É tarde demais.
  • Eu tenho muitas outras responsabilidades e não tenho tempo.
  • Eu nunca consigo terminar nada.
  • Eu nunca ficarei feliz até que outra pessoa mude (cônjuge, pai, filho, ex, amigo…).
  • Eu não sou bom o suficiente.
  • As coisas nunca dão certo para mim.

Através de minha experiência profissional posso dizer que, a crença de não ser bom o suficiente e o medo do fracasso são as mais comuns entre as pessoas.

Você, alguma vez, já parou para pensar e tentar identificar algumas das crenças negativas que operam em sua vida?

Há milhares de crenças, então comece a prestar atenção para descobrir quais são as suas, reflita sobre a realidade que você vive, pois ela pode estar limitada pelas coisas que você cresceu ouvindo ou até mesmo por idéias que se consolidaram em sua vida adulta (eg.  imigrantes não tem as mesmas oportunidades).

Como eliminar estas falsas crenças  que estão sabotando o seu presente?

  • Tome consciência das crenças limitantes e não deixe que elas bloqueiem sua vida.
  • Mude a maneira que você vê o mundo! Questione a origem destas crenças e decida se você ainda quer continuar dando força à elas.
  • Faça diferente! Uma das características dos 3% das pessoas que vivem a vida ideal, é a capacidade de seguir e realizar seus sonhos. Elas não têm medo do sucesso!

Zig Ziglar, palestrante motivacional Americano, costumava dizer que o medo é uma falsa evidência que parece ser real. Vamos tomar Thomas Edison como exemplo, ele não tinha medo de errar, e por 3 anos ele falhou 10 mil vezes seguidas tentando encontrar a combinação perfeita para criar a lâmpada incandescente. Quando lhe perguntaram como ele se sentiu falhando 10 mil vezes? Edison simplesmente disse: “Eu não falhei 10 mil vezes. Apenas encontrei 10 mil formas que não funcionam”.

Então, para que você seja capaz de mudar as coisas que você quer mudar em sua vida, você tem que identificar e alterar as  crenças que estão gravadas no seu subconsciente e o mais importante de tudo, você precisa deixar o medo pra trás!

Como deixar o medo de lado?

Sempre que puder, faça a si mesmo estas perguntas:

1. Eu tenho um problema em começar, focar ou cumprir minhas metas? Minhas resoluções de ano novo?

Por que eu tenho esse problema?

2. Do que eu tenho medo? Por que eu tenho este medo?

Uma vez que você descobrir do que você tem medo e o porquê você tem medo, você vai ver que o que parecia ser um monstro assustador não é mais tão  assustador assim. Você vai tomar consciência de que o que te prende, na realidade, é algo muito simples e pequeno.

Então você chega à conclusão de que algo muito pequeno estava te impedindo de avançar com a sua vida, mas agora isso não tem mais poder sobre você.

O medo é o oposto do conhecimento. Quando você conhece algo muito bem, o medo é reduzido e pode até desaparecer. E esse é o conceito básico da Técnica de exposição da terapia cognitiva comportamental,  experimentar a situação que teme até não ter mais medo.

Uma vez que você tome consciência de suas crenças, uma vez que você conheça os seus medos, você adquire o entendimento sobre seu próprio poder, você não terá mais medo de mudar, você então fará parte daqueles 3%, você será livre, você será o seu eu ideal, você acreditará em si mesmo e conseguirá realizar seus sonhos. Napoeon Hill, autor Americano, disse: “Tudo o que a mente do homem pode conceber e acreditar, pode conseguir.” E esse será você!

 

Gi Stradioto

Eu sou a Gi Stradioto.

Eu ajudo mulheres a quebrar bloqueios mentais e a ativarem sua melhor versão.

Sou psicóloga, formada na Universidade Metropolitana de Londres, prestadora de serviço para o departamento de saúde mental do Serviço Nacional de Saúde (em inglês: National Health Service - NHS),com especialização em Terapia Cognitiva Comportamental, Transtornos de Personalidade, Terapia de Grupo, Psicologia Simbólica Junguiana, Intuição, Terapias Energéticas e Meditação.

Sou Membro da Sociedade Britânica de Psicologia (BPS) e do Colégio Internacional de Medicina Holística (ICHM).

Não há Tags

  

Deixe seu Comentário

×