Mude de estratégia: o que fazer quando as coisas não estão indo bem na sua vida

Cotidiano, Fique por dentro, Leia Mais 22 de agosto de 2019

Nós somos demitidos. Nós perdemos entes queridos. Temos que lidar com a deficiência física, ou com cobranças sobre padrões de beleza, com términos de relacionamentos.

Amigos se transformam em inimigos. Colegas se transformam em rivais. Pessoas que moram na mesma casa não são de confiança. O companheiro(a) trabalha muito e quase não o vemos. Os filhos não querem falar Português.

O clima escuro do inverno nos deixa um pouco depressiva. A saudade da família aperta e não podemos tirar férias fora de época das férias escolares. A casa apertada, sem espaço. O metrô lotado. A dificuldade de expressar-se naturalmente em inglês. O medo da rejeição, da discriminação e a insegurança.

São tantos os desafios, são tantas as lutas que o sentimento de insatisfação acaba ganhando espaço.

Devido ao fato de que o sentimento de insatisfação com as coisas que não estão bem por vezes dominar e ser mais forte, é essencial que você tenha ‘na manga’ uma estratégia de como lidar com tais sentimentos.

Leia também:

Sem uma estratégia, você corre o risco de cair em uma mentalidade de vítima. Você corre o risco de ficar amargurada com a vida porque as coisas não aconteceram do seu jeito. E o pior de tudo isso, você corre o risco de perder a sua saúde mental.

Por isso, é importante lembrar que, mesmo que muitas coisas pareçam estar erradas em sua vida e no mundo, há também sempre muita coisa legal acontecendo…

E você?  Consegue neste exato momento identificar pelo menos 5 aspectos que ESTÃO indo BEM na sua vida?

Faça o teste: cada vez que você olhar para algo que NÃO TE DEIXA FELIZ, tente ENCONTRAR  algo QUE te deixa FELIZ.

Faça isso constantemente por 30 dias e veja as coisas começarem a mudar em sua vida.

Abraços,

 

 

Gi x é colunista do Portallondres

Gi Stradioto

Eu sou a Gi Stradioto.

Eu ajudo mulheres a quebrar bloqueios mentais e a ativarem sua melhor versão.

Sou psicóloga, formada na Universidade Metropolitana de Londres, prestadora de serviço para o departamento de saúde mental do Serviço Nacional de Saúde (em inglês: National Health Service - NHS),com especialização em Terapia Cognitiva Comportamental, Transtornos de Personalidade, Terapia de Grupo, Psicologia Simbólica Junguiana, Intuição, Terapias Energéticas e Meditação.

Sou Membro da Sociedade Britânica de Psicologia (BPS) e do Colégio Internacional de Medicina Holística (ICHM).

Deixe seu Comentário

×