Ioga para gestantes: A arte milenar que equilibra mente e corpo em benefício das futuras mamães

Destaque Principal, Fique por dentro, Saude, Utilidade Pública 7 de maio de 2019

No mundo agitado e apressado em que vivemos precisamos muito nos manter equilibrados. Além dos exercícios físicos que são fundamentais para a saúde, precisamos de práticas para acessar nossas mentes e nada melhor do que a ioga para fazer isto. A arte oriunda da antiga Índia equilibra mente, corpo e espírito nos dando a estabilidade que precisamos.

A professora de ioga, Patrícia Tosi, formada pela Yoga Alliance e especializada na prática para gestantes, na técnica Birthlight (com foco no parto em sí) e também no período pós- parto, além de ter experiência em mindfulness e ioga para crianças, atualmente aplica a prática em escolinhas em Londres.

Segundo Patrícia os benefícios da ioga são inúmeros de um modo geral. Ela nos explica que aula de ioga se apresenta com as Asanas (posturas), Pranayma (respiração consciente e controlada) e Savasana (relaxamento no final de aula).

Asanas (posturas)

As posturas trabalham todos os músculos do corpo, tonificando e alongando, onde existe um específico alinhamento nas posturas e onde as juntas são trabalhadas igualmente de uma maneira segura, evitando lesões. Em uma aula mais dinâmica existe também um trabalho cardiovascular.

Pranayma (respiração consciente e controlada)

Pranayama, que é a respiração controlada, traz muitos benefícios. Ajuda a purificar o sangue com o aumento da circulação de oxigênio e auxilia todo o aparelho respiratório. Além de acalmar o sistema nervosa, reduzindo ansiedade e depressão (esses efeitos já estão sendo comprovados cientificamente!).

Savasana (relaxamento no final de aula)

Savasana, que é o relaxamento, auxilia no sistema nervoso e muscular. Quando estamos mais relaxados, o organismo está mais apto a fazer “auto cura” incluindo dores crônicas.

A professora ainda explica que ioga também pode ajudar a reduzir a pressão arterial e diminuir insônia, assim como auxilia a prevenir artrite, dores nas costas, dores musculares, bursites, e melhora e muito a postura corporal. Além de tudo isso, posturas combinadas com respiração consciente, traz uma sensação de bem-estar físico e emocional. Em algumas tradições de ioga, postura é ligada com a respiração e dessa forma ioga se apresenta como meditação dinâmica e aplicada.

Benefícios da ioga para gestantes

Quando falamos de ioga para gestantes, repetimos que elas recebem todos os benefícios já citados acima e ainda uma ajuda super importante na preparação para o parto.

Patrícia afirma que esta preparação tem foco na respiração consciente e específica para o parto, que auxilia muito as mães com níveis de ansiedade elevados deixando -as mais tranquilas, trabalha a concentração muscular fortalecendo o “pelvic floor”, muito importante na parte expulsiva do parto. Também auxilia no controle mental e emocional fazendo com que ela se sinta mais consciente, feliz e positiva, capaz de ter um parto normal sem a necessidade de drogas anestésicas. Afinal o nascimento de um bebê deve ser festejado, e não algo traumático.

Os exercícios auxiliam com as dores nas costas, má digestão, fatiga, níveis baixos de energia criando um corpo mais saudável e forte pronto para acomodar o bebê que cresce todos os dias. Além desse trabalho, aulas para gestantes também cria um suporte emocional, afinal todas estão passando pela mesma situação.

Vale lembrar que as classes são para gestantes acima de 12 semanas e com aprovação do médico. Não existem cuidados especiais na prática, mas as asanas (posturas) devem ser modificadas para acomodar as gestantes. A especialista afirma que em geral a futura mamãe pode ir a uma aula normal de ioga, mas é categórica quando diz que é imprescindível que o professor seja treinado em gestantes, já que os movimentos devem ser mais delicados. Pois se a aula acaba sendo muito difícil para a mãe, ela vai acabar desmotivada em vez de ter suporte que precisa. Normalmente a recuperação no pós -parto também é mais rápida para quem pratica ioga, uma vez que a musculatura pélvica já estava fortalecida e preparada para o trabalho de parto.

Após o nascimento o trabalho de ioga continua! Depois de 6 semanas, com aprovação do médico ou da midwife, estas aulas de pós-parto incluem o bebê. O trabalho de “pelvic floor” prosegue, as posturas continuam a serem modificadas, a aula ainda é mais leve, a respiração é controlada mas dessa vez para que a mães se sintam mais seguras e relaxadas com a trabalho difícil nos primeiros meses quando se tem um bebê em casa.

É muito comum nas aulas pós-parto mães terem que parar para alimentar o bebê, trocar, pegar no colo porque está chorando, tudo isso acontece ao mesmo tempo. É uma lição de vida para a mãe, de que tudo está ok, que o bebê chora, mas que ela não precisa se sentir desesperada, “overwhelmed “ e que o mais importante é aproveitar a companhia do bebê.

Patrícia afirma que não se deve ir para aulas normais de ioga enquanto está se recuperando do parto. E que os abdominais devem ser muito leves e progressivos. E se for cesariana se deve ter um cuidado extra especial com este tipo de exercícios.

Patrícia Tosi dá aulas para gestantes, mamãe e bebê, e também oferece aulas particulares em domicílio para adultos. Mais informações: patriciavits@gmail.com.

 

 

Redação com Kátia Fernandes e Patricia Tosi
Foto: Yoga – Pixabay

Leave a Reply

Popular

  • 95º aniversário da Rainha Elizabeth II n...

    by on 2 horas ago - 0 Comments

    A Rainha Elizabeth II completa 95 anos nesta quarta-feira, dia 21, marcando o primeiro aniversário sem seu marido, o Duque de Edimburgo, que morreu aos 99 anos no dia 9 de abril.   Não haverá celebrações públicas, pois a monarca continua em luto até sexta-feira (23), e segundo a BBC, acredita-se que alguns membros da […]

  • Eleições para o Conselho de Cidadania do...

    by on 5 horas ago - 0 Comments

    O Consulado-Geral do Brasil em Londres, no uso de suas atribuições legais, torna público o Edital para eleição de 12 membros para a gestão 2021-2023 do Conselho de Cidadania do Reino Unido (CCRU), e convida a comunidade brasileira residente no Reino Unido para participar da eleição.   O CCRU é um foro informal e apartidário, […]

  • Covid-19: dez milhões de pessoas no Rein...

    by on 20 de abril de 2021 - 0 Comments

    Mais de 10 milhões de pessoas no Reino Unido receberam a segunda dose de uma vacina contra o coronavírus, isso significa quase 1 em cada 5 adultos no país. Os serviços de saúde em todo o Reino Unido já administraram um total de 43.084.487 milhões de vacinas entre 8 de dezembro e 18 de abril, […]

  • Mercados em Londres para visitar em 2021...

    by on 20 de abril de 2021 - 0 Comments

    London Eye, Tower Bridge, Oxford Street e Piccadilly Circus, certamente, para a maioria, ao planejar explorar a capital britânica, essas opções estão na lista. Devemos concordar que todos esses lugares são maravilhosos e cada um tem sua magia.    Porém, neste artigo, iremos mostrar opções de mercado em Londres para explorar. Os mercados em Londres […]

  • Quando o pai bate na mãe

    by on 19 de abril de 2021 - 0 Comments

    Os filhos da violência doméstica também são vítimas do agressor. O Brasil ignora as crianças que testemunham suas mães em situação de perigo dentro de casa. Elas carregam consequências por toda a vida e precisam de atendimento e proteção Eu me lembro como se fosse ontem. Um flash me vem nítido na memória. Tinha sete […]

×
Portal Londres